ENTREVISTA: Brian J. Smith revela o significado do nome de seu personagem em Sense8
28.12
POSTADO POR Luiz
Compartilhe

Em entrevista Brian J. Smith e Jamie Clayton revelam o significado dos nomes de seus respectivos personagens da série Sense8. Confira a entrevista transcrita pelo o Sense8 Brasil.

Em uma entrevista ao site americano Nuke the FridgeBrian J. Smith (Will Gorski) e Jamie Clayton (que interpreta Nomi Marks) revelaram que os nomes dos personagens não são aleatórios e que possuem um significado.

Jamie Clayton: […] Eu não vou revelar a história toda, mas vou dizer que é “know me” *.
Eu me conheço? Você me conhece? Lana [uma das criadoras da série] teve essa ideia incrível sobre [um nome relacionado a alguém que] conhece seus limites pessoais e o quão longe pode ir. […]

*Um trocadilho em inglês com a expressão “know me” – que significa me conhecer – porque possui pronúncia semelhante ao nome Nomi. Inclusive, isso pode ser uma das razões pela qual a atriz levantou a seguinte tag no twitter: #YouDontEvenNomi

Brian J. Smith: Eu adoro esses jogos com nomes. […] Eles [os criadores da série] escolheram os nomes, até mesmo Will. Toda a ideia de Will Gorski, é a ideia de alguém que tem esse desejo de agir e fazer [as coisas] e não apenas [assisti-las] serem feitas. […]
Outro trocadilho, pois a palavra will em inglês pode significar tanto desejo e determinação quanto um verbo que expressa o futuro.

Brian também revela que já fez treinamento policial para interpretar Will e que descobriu que havia sido indicado na categoria de Melhor Ator Coadjuvante Em Uma Peça do Tony Awards durante o treinamento.

“Eu voei para Chicago. Lana, Andy [os irmãos Wachowski] e eu participamos de uma perseguição policial. […] Na verdade, Andy realmente foi. Lana ficou para trás para falar com os policiais na delegacia. […] [Andy e eu] estávamos literalmente comprando café e donuts em algum lugar. Isso foi quando estavam saindo as indicações ao Tony Awards e eu tinha acabado de fazer essa peça [The Glass Menagerie, Algemas de Cristal em português]. […] Então, estamos correndo na parte de trás do carro [policial] […] a cerca de 113km por hora no trânsito e eu estou no telefone com o meu agente e descubro que tenho uma indicação no Tony Awards. Foi muito, muito, muito surreal. […] Foi ótimo para mim porque estávamos filmando a maioria das coisas em Chicago. […] Você vai ver conforme a série progride, [que] eles estão realmente interessados na relação entre a polícia e as comunidades as quais serve. […]”

Em uma pergunta mais pessoal (“O que o show lhes ensinou sobre interconectividade?”), os atores revelam que admiram essa mensagem que a série passa, de que mesmo diferentes ainda estamos conectados.

Jamie: […] Eu amo a natureza humana do show. Estamos todos conectados, quer gostemos ou não. Somos todos seres humanos. […] Os mesmo órgãos, o mesmo sangue, o mesmo tudo. E a maneira como o show mostra essas pessoas ao redor do mundo e como estão conectadas. […] Eu amo isso de ajudar um ao outro e a bondade humana [presente] nisso. Não importa de onde somos ou quem conhecemos ou quem amamos. Estamos todos conectados.
Brian: E essa ideia de diferença e separação [entre as pessoas] parece ser um grande problema no mundo de hoje, mesmo que estejamos em teoria tão conectados eletronicamente, ainda se sente isso um pouco […]. Há muita desconfiança com outras culturas e até mesmo a capacidade de desumanizá-las. […] Os Wachowski estão tentando dizer [que], como [uma] família humana, como você pode sentar e assistir alguém próximo sofrer e não sentir como se estivesse acontecendo com você? […]

Quando questionados em quais das nove localizações (não são cenários, a série realmente foi filmada em todos os locais citados!) Brian e Jamie comentaram que não todos os atores que estiveram em todos os lugares e que na maioria das filmagens eles estiveram separados em grupos ou sozinhos.

Jamie: Eu estive em sete das nove localizações. […] Eu não fui nem Nairobi e nem na Índia. Eu sei, eu sei. Depois de assistir os primeiro quatro episódios, nós [provavelmente ela e Brian] estávamos falando no telefone e eu queria [ter ido] em mais [lugares]. É incrível.
Brian: Nove. Eu fui em todas as nove. […] Eu sei, deveria existir uma camiseta com nove estrelas. […] É uma verdadeira aventura, é incrível.

E depois completaram, quando questionados sobre em quantas cidades eles estiveram juntos:

Brian: Se você está gravando em sua própria cidade, eu por exemplo fiz a maioria do trabalho em Chicago e Irlanda, as cidades em que mais apareci. Então, qualquer outro lugar que você vai, como em São Francisco, eu tive um pouco de tempo sobrando então tive que sair, ver os pontos turísticos e passear pela cidade. Como eu, Miguel [Lito] e Tuppence [Riley], éramos uma espécie de trio.
Jamie: [O elenco] estava junto pelas primeiras duas semanas em São Francisco. Fizemos leituras em mesa, ensaios, testes de filmagem e coisas do tipo, portanto, estávamos todos juntos. Me lembro do dia em que nos encontramos pela primeira vez, “Eu sou fulano e eu sou cicrano”. […] E de repente fomos separados uns dos outros, todo mundo estava voltando para suas respectivas cidades. Depois, fomos nos reencontrando de novo separadamente, mas não estivemos todos juntos de novo até [a gravação dos últimos episódios na] Irlanda. […] Foi incrível.

FONTE;

 

Confiram em nossa galeria, TUDO sobre a série Sense8.

INICIO > SÉRIES DE TV | TV SERIES > SENSE8

Nome do site: Brian J. Smith Brasil
Sigla do site: BJSBR
Domínio: brianjsmithbrasil.com
We’re NOT impersonating Brian J. Smith! Fã-site Webmaster: Luiz Carlos
Co-webmaster: Beatriz Russo
No ar desde: 2015
Visitas: contador de acessos
LOGIN © BRIAN J SMITH BRASIL 3 Online Desenvolvido por: MELISSA S. & UNI DESIGN.