O ator Brian J. Smith, após o fim de Sense8, já está escalado para outras duas séries. Treadstone, que explicamos no post anterior, e também World On Fire, que será do canal britânico BBC One.

A trama está nas mãos do diretor Peter Bowker, conhecido pela série Blackpool, e da Mammoth Screen, uma produtora independente do Reino Unido. World On Fire ainda não tem data de começo de gravações ou estreia, mas tudo indica que pelo menos a primeira seja em 2019.

A sua narrativa gira em torno de histórias de pessoas comuns que vivenciaram a época de segunda guerra mundial. De acordo com o site oficial da BBC, ela terá inicialmente sete episódios e o seu primeiro fato histórico será a invasão da Alemanha a Polônia em setembro de 1939. Ela acompanhará em ordem cronológica a maioria dos conflitos do primeiro ano da guerra, mas desta vez, pelo olhar dos “anônimos”.

A ideia é mostrar a guerra pelo lado humano, frágil e ao mesmo tempo intenso. Não pelos protagonistas dela, mas sim pelas pessoas que sofreram as suas consequências. Peter Bowker ainda alega “Essas são histórias de pessoas comuns que moldaram o nosso mundo. Histórias de lealdade, coragem e medo, esperança, histórias de amor e sonhos forjados em tempos extraordinários.”

A trama está sendo gravada na capital da República Checa, em Praga e seguirá para Londres, Manchester, Paris e Berlim e tem previsão de lançamento para 2019, sem anunciamento da estreia até o momento.

Entre os atores escalados até agora para atuar ao lado de Brian J. Smith estão Hellen Hunt (Melhor é Impossível), Lesley Manville (Agora ou Nunca), Jonah Hauer-King, Julia Brown, Zofia Wichłacz, Parker Sawyers, Max Riemelt (Sense8), Bruno Alexander, Johannes Zeiler e Eugénie Derouand.

Você deve estar se perguntando o que será de Brian J. Smith após o término de Sense8. A novidade é que o ator já está escalado para mais dois trabalhos. Um deles é a série Treadstone. Com a notícia, reunimos a maior quantidade de informações sobre ela que foram divulgadas até agora.

O inicio de suas filmagens está prevista para 2019 e por enquanto ela ainda não tem data de estreia. Sua história gira em torno do universo de filmes de Jason Bourne, um agente da CIA inserido na operação Treadstone. Um programa de treinamento que utiliza um protocolo de modificações comportamentais para criar assassinos profissionais frios, calculistas e quase imperceptíveis. A série, por sua vez, irá explorar a operação nos dias atuais, no qual precisamente acompanhará esses “agentes adormecidos”, espalhados por todo o mundo, à medida que “acordam” para dar seguimento às suas missões na operação Treadstone.

Anteriormente já haviam sido lançados 3 filmes com essa temática, sendo eles “A identidade Bourne” (2002), “A Supremacia Bourne” (2004) e “O Ultimato Bourne” (2007). Além do filme derivado “O legado Bourne” (2012) e o mais atual deles “Jason Bourne” (2016), todos estrelados por Matt Damon e renovados devido ao sucesso que conquistaram.

O diretor encarregado da vez será Tim Kring, o mesmo da série “Heroes”. Enquanto o USA network será o canal responsável por produzi-la.

Brian J. Smith irá interpretar o papel de Doug McKenna, um operário de plataforma de petróleo americano que vê a sua vida mudar após descobrir algumas verdades sobre si mesmo. Ele ainda atuará ao lado de artistas renomados como Jeremy Irvine (Mama Mia) que interpretará J. Randolph Bentley, um dos espiões da CIA, de acordo com o portal The Hollywood Reporter.

O novo lançamento envolvendo o nome do ator Brian J. Smith é o filme canadense 22 Chaser. Ele estreia no iTunes (ainda não sabemos no de quais países exatamente) no próximo dia 17/7 e conta a história de Ben, um caminhoneiro da companhia Jackrrabit que vê a sua vida mudar para que consiga sustentar a sua família.

Diversos portais já assistiram ao filme e fizeram a suas resenhas. O One Movie, Our Views foi um deles e com isso, conseguimos entender melhor os termos citados no trailer e a sua temática. Confira a tradução completa a seguir e o trailer legendado por nós no rodapé:

Resenha: 22 Chaser

Por: John Corrado

Situado em Toronto no mundo decadente dos motoristas de caminhões reboque, 22 Chaser conta a historia de Ben (Brian J. Smith), um motorista da companhia de reboque Jackrabbit que tenta viver uma vida honesta, mas está preso vivendo uma vida “dentro da lei” e se encontra lutando para sustentar a sua esposa e (Tiio Horn) e o seu filho mais novo (Jack Fulton).

O dinheiro realmente vem quando ele se torna um “chaser”, um dos condutores desprezíveis que operam as sombras da lei, escutando a scanners policiais, competindo uns com os outros, tentando ser os primeiros a chegar aos acidentes de carro e pegar os veículos estragados para vender a oficinas que lhes dão uma grande quantia em dinheiro.

Quando Ben promete ao seu filho comprar uma bicicleta de centenas de dólares para o seu aniversário, e consegue o dinheiro com um policial controverso (Aidan Devine), que anoitece como uma agiota (alguém que empresta dinheiro ilegal), mas não fica feliz em esperar pelo o seu dinheiro de volta, a sua unica esperança é se tornar um “chaser”. Porém, isso o coloca em uma competição direta com outros “chasers” que patrulham as ruas, inclusive o seu colega de trabalho eticamente instável Sean (Aaron Ashmore), que está tentando encontrar um jeito de se infiltrar na vida da família de Ben, assim como o motorista independente Wayne (Raoul Trujillo), um lobo solitário cujo não conhece a lealdade.

Criado com ajuda do Canadian Film Centre, 22 Chaser é a promissora estreia do cineasta Rafal Sokolowski, depois de diversos curta-metragens. Assim como a historia é clichê em alguns momentos, e o resultado final é bastante previsível, esse é realmente um filme “assistível” de suspense de Toronto  que tem o suficiente para que valha a pena assistir.

O filme tem bom ritmo, e em grande parte evita o esgotamento em 85 minutos. Em que a maioria da ação se desdobra a noite, a cinematografia atrativa de Cabot McNenly da uma sustentação para o filme, destacado pelos traços cinza de aço do céu de The Six. Além disso, as atuações se consolidam durante o filme e fazem um belo trabalho em nos prender a história.

22 Chaser está tendo o seu lançamento limitado no Carlton Cinema em Toronto, e terá a sua estreia on demand no dia 17 de julho.

TRAILER LEGENDADO

                                                 

A estréia do episodio final de Sense8 com Brian J. Smith está cada vez mais próxima. Por isso, atualizaremos este post constantemente durante as próximas semanas, com tudo o que tivermos de novidade e conteúdo do novo episódio.

“Amor Vincit Omnia”, traduzido do Latim, “O Amor Vence Tudo”, é o titulo do especial. Ele contará com 151 minutos (2h31min), como informado por fãs que já o assistiram na premier em Chicago, nos Estados Unidos no dia 25/5. A sua estréia mundial está marcada para 8/6 e ele será disponibilizado em streaming as 5 ou 6 horas da manhã no horário de Brasília (BRT), dependendo do funcionamento da divulgação feita pela Netflix.

No evento Lana Wachowski, criadora da série, ainda foi questionada por uma fã se chegou a escrever uma terceira temporada. A resposta foi sim, já que do amor ela nunca desiste e mencionou que algumas partes do texto estarão no episódio especial, porém outras não.

O Brasil também terá uma pré-estreia exclusiva. Acontecerá na capital de São Paulo no dia 1/6 e a nossa equipe estará presente para a cobertura do evento nas contas do Twitter e Instagram. Posteriormente iremos atualizar o site e adicionar todas as fotos na galeria, além de publicar uma crítica sobre o episódio.

PÔSTER OFICIAL DO EPISÓDIO+DATA

 

 

TRAILER DE ANUNCIAMENTO DA DATA DE ESTREIA DO EPISÓDIO

 

 

TRAILER OFICIAL DIVULGADO NO DIA 17 DE MAIO

 

 

 

SEM SPOILERS.

Aguarde mais atualizações deste post relacionado exclusivamente ao novo episódio especial. – 29 de maio, última atualização.

Essa semana (1/6) acontece a tão esperada pré-estréia do episódio especial de Sense8 em São Paulo. Seu lançamento mundial se dará apenas no dia 8 de junho na plataforma de streaming Netflix, porém o capítulo será exibido antes para alguns fãs sortudos em alguns eventos.  No Brasil, estarão presentes os atores Brian J. Smith (Will Gorski), Miguel A. Silvestre (Lito Rodriguez), Tina Desai (Kala), Jamie Clayton (Nomi Marks) e Toby Ownwumere (Capheus).

Após a passagem por diversas cidades para a gravação do especial, o elenco agora arruma as malas novamente para eventos como esse de divulgação. Começando por Chicago, que recebeu a pré-estreia no dia 25/5. Confira algumas fotos em nossa galeria:

Já em São Paulo, tivemos as informações divulgadas pela conta oficial da série no Facebook durante a última semana. A pré-estréia acontecerá as 11h da manhã e as primeiras 500 pessoas que se inscrevessem em um link disponibilizado por eles, iriam ter entrada garantida para assistir o episódio em primeira mão. O que se esgotou em poucos minutos e foi uma surpresa tanto para os fãs, quanto para os organizadores.  Ainda foi divulgado que o evento terá karaokê para que todos possam cantar a música tema da série What’s Up. A equipe Brian J. Smith Brasil estará presente, fará a cobertura nas redes sociais e representará todos os fãs na próxima sexta-feira.

Ainda depois do Brasil, teremos outra pré-estreia em Los Angeles no dia 7/6.

Miguel A. Silvestre, co-star de Brian J. Smith em Sense8 já havia divulgado no dia 4/5 em sua conta no Instagram que estaria presente para o evento no país em 30/5, porém, até então, não tínhamos mais informações.

Será o terceiro ano que os atores estarão em solo brasileiro e por isso, a cidade não poderia ficar de fora da despedida. Em 2015 e 2016 alguns deles compareceram na Comic Con Experience. Tudo sem contar a presença de todo o elenco na parada gay de São Paulo, que foi palco para o pronunciamento do personagem Lito Rodrigues, interpretado por Miguel A. Silvestre, cena da segunda temporada. Relembre os momentos em nossa galeria:

Foi divulgado recentemente que Brian J. Smith irá protagonizar a nova série dos estúdios CBS, “L.A Confidential”, que será uma releitura do filme de mesmo nome lançado em 1997.

Ele viverá o personagem Ed Exley, anteriormente interpretado por Guy Pierce, um dos detetives de homicídio da trama que ainda não tem data de estreia.

Los Angeles – Cidade proibida, título em português do livro de James Ellroy que originou o filme, conta a historia de dois detetives e uma repórter que ao tentar desvendar os homicídios ocorridos em um café na Califórnia nos anos 50, acabam descobrindo o mundo de crimes por traz de todo o luxo e imagem que a cidade aparenta ter.

Cada um deles investiga os fatos de seu jeito. Ed Exley, por sua vez, é o filho de um policial renomado que está em busca de seu espaço e sucesso no mundo da investigação. É descrito como um personagem jovem, ambicioso e idealista que tenta ser um herói aos olhos do seu pai e ao mesmo tempo vive o sonho de seu falecido irmão, que era o favorito do seu pai. Ed tentará a qualquer custo provar o seu valor.

Dirigido por Michael Dinner, a série promete adaptar a história para os dias atuais em todos os aspectos, tais como trilha sonora e estilo.

Brian J. Smith interpretou Will Gorski na série de ficção científica Sense8 da Netflix de Lana e Lilly Wachowski e J. Michael Straczynski. A série foi cancelada após duas temporadas, mas está retornando para um episódio final de duas horas ainda neste ano. Os outros créditos de TV de Brian incluem “Gossip Girl”, “SGU Stargate Universe”, “SGU Stargate Universe Kino”. Ele também apareceu em séries como “The Good Wife”, “Quantico” e “Blue Bloods”, “Defiance”, “Person of Interest”.

Ganhador de uma indicação ao Tony Awards no ano passado por interpretar pela segunda vez o Gentleman Caller no revival de The Glass Menagerie. Ele também estará como protagonista no filme 22 Chaser, que ainda está em Pós-Produção.

Brian é representado pela agência Innovative e Sanders Armstrong Caserta.

Porém, sobre a nova série, só o que sabemos é que Brian irá protagonizar ao lado de Walton Goggins, famoso pela serie de televisão “Justified” até o momento, o restante das informações sobre o elenco e roteiro ainda não foram divulgadas. Por isso, por enquanto confira o trailer do antigo filme:

 

FONTE; FONTE;

Brian J. Smith interpretou o policial norte-americano nascido em Chicago nas duas únicas temporadas da série Sense8 e o mesmo se despede da série através de um pronunciamento falando sobre o seu posicionamento sobre o cancelamento da série que foi feito há alguns dias atrás e ainda comenta sobre o barulho que os fãs de Sense8 causaram durante os últimos dias e que estão todos revoltados com a decisão tomada pela Netflix e prometem ainda fazer barulho pelas redes sociais para indagar a continuação da série, porém o ator tomou a iniciativa para se despedir de uma forma correta e respeitosa com todos os fãs da série e daqueles que o acompanhou desde 2015.

Leia a seguir a tradução feita pela nossa equipe da carta de pronunciamento com algumas alterações para um fácil entendimento para todos.

 

Querida família Sense8

Eu só queria aproveitar um momento para agradecer pessoalmente pelo amor e apoio que você colocou a luta na semana passada ou assim. Na sequência de tantas más notícias, foi encorajador saber o que Sense8 representava significava tanto para tantas pessoas.

E desde que você foi tão extraordinariamente apaixonado, sinto que é justo que você tenha mais do que um serviço de lábios – uma curta conversa – ou um tweet bobo de mim.

Gente, não há segredos aqui. Recebi o mesmo motivo para o cancelamento que você possui: audiência. Tanto quanto sei, não há uma intriga de tribunal obscuro que contribuiu para a decisão da Netflix, e eu sei que muitas pessoas muito inteligentes tiveram que chegar a um consenso para puxar o plugue em um show que já haviam investido uma quantidade insana de capital – de dinheiro -, mesmo que isso significasse que a história nunca chegaria a um final. Pense que a parte mais triste de terminar um show dessa maneira é saber que as futuras audiências nunca levantarão uma história que eles sabem que não tem resolução. Parece um desperdício.

De qualquer maneira –

Você lembra quando eu tweetei em 30 de maio, em resposta à preocupação de um fã de que o show possa ser cancelado? “Este pode ser um bom momento para começar a fazer barulho”? Eu tinha uma idéia bastante clara por esse ponto que Netflix tinha feito o seu movimento, e eu também sabia por experiência anterior que, uma vez que um cancelamento é anunciado, não há retorno. Eu garanto que você foi visto e você foi ouvido.

Por favor, saiba que a luta que todos vocês colocaram na tentativa de salvar algo que você amava será para sempre a “temporada final” do Sense8. Você deu ao show o final que merecia. Mesmo que essa luta não tivesse um final feliz, isso significava algo. Nunca se esqueça disso.

Nossos produtores da Netflix Peter, Cindy e Tara foram fãs do show desde o primeiro dia. Participaram conosco, encorajaram-nos, nos apoiaram incondicionalmente. Não invejo a posição em que estão aqui. A Netflix é uma empresa relativamente jovem e esses tipos de dores crescentes sugam. Mas lembre-se de que eles fizeram este show estranho, maravilhoso e não convencional em primeiro lugar e também o show só continuaria se apenas a audiência justificasse a despesa. Pode não parecer justo em face de uma folga de fãs tão apaixonados, mas sempre, SEMPRE se resume a números.

Não há raiva e nem amargura no meu coração. Este menino do Texas chegou a ver o mundo, conseguiu trabalhar com as Wachowskis e aquele incrível elenco e equipe, muitos dos quais são amigos de toda a vida; Tenho que conhecer muitos de vocês. Eu acho que você pode dizer que eu cresci muito como ator entre a primeira temporada e a segunda. Isso é tudo que eu poderia querer desta experiência. O resto é molho.

Você pode descansar facilmente sabendo que mesmo que o show não continue, você fez a diferença. Você colocou um bom, não, não, uma grande luta. Eu sempre considerarei  Sense8 como uma espécie de sinfonia inacabada, um lembrete para nunca aceitar as coisas que amamos por concedido. Eu vou sentir falta do show e vou sentir falta de Gorski, mas vou para frente e nunca mais serei o mesmo.

Obrigado a todos do fundo do meu coração.”

FONTE

É com muita tristeza e dor em nossos corações que noticiamos que Sense8 foi cancelada pela Netflix.

Há algumas semanas atrás fãs da série observaram a quantidade de séries que tiveram as suas últimas temporadas lançadas canceladas pela a empresa e partindo disso surgiu os rumores que possivelmente Sense8 seria cancelada, mas NINGUÉM acreditava que isso poderia acontecer e aqui vai alguns pontos que acreditamos por serem três motivos para não acontecesse isso, leia:

1 — Não fez nem um mês que a 2ª temporada (a última) foi lançada após quase 2 anos desde o lançamento da mesma com 12 episódios.

2 — A renovação de contrato profissional com os atores já estavam quase todos confirmados.

3 — A equipe de produção e elenco não deram um final exato e digno para a história dos Sensates.

E aqui vai alguns pontos que podemos destacar pela qual veio o cancelamento de Sense8:

1 — Lana Wachowski a diretora, criadora e produtora da série carregou a 2ª temporada inteira nas costas através de 16 cidades ao redor do mundo e ao lado de seus fiéis companheiros: James Mc Teigue, Tom Tykwer, Cindy Holland e também pelas as irmãs Allegretti’s e de todo o elenco de produção que cooperou pela a criação tanto da 2ª temporada e da primeira e sem se esquecer de sua irmã Lilly e também de J. Michael Straczynski, pois alguns dos encarregados da criação da série também continuaram ajudando nas filmagens da segunda temporada.

2 — As custas de financiamentos para uma 3ª temporada custaria caro para a empresa e produtores executivos e ect, isto leva a crermos no cancelamento da série..

3 — Roberto Malerba, um dos produtores do show, havia dito que a série deveria encerrar em sua terceira temporada devido aos custos de produção e ao recente afastamento de Lilly por motivos pessoais.

4 — De acordo com os supostos rumores nas redes sociais, alguém dos atores principais se recusou a continuar na série e a empresa não viu outra alternativa a não ser cancelar..

OBS: O cancelamento não foi nada justo com os fãs e ainda estamos em choque com a decisão do rompimento da continuação da história da série.

“Nós a apresentamos como uma história de cinco anos. Temos mapeado cinco temporadas de série, as negociações com os atores estão sendo feitos para cinco temporadas, cinco ou seis, dependendo das pausas”, afirmou Straczynski em 2015.

Na segunda-feira 29 de maio, Brian J. Smith (Will Gorski) na série publicou em seu Twitter a seguinte frase:

“Isso pode ser um bom momento para começar a fazer barulho.”

A partir disso os rumores do cancelamento se fortaleceram e também houve o fortalecimento da união dos fãs e tanto dos fãs-sites para a série quanto dos atores.
Entretanto hoje 01 de junho de 2017 a série foi cancelada e foi noticiada através de um jornalista hoje mais cedo, por volta das 14h (horário oficial de Brasília). Confira na tweet a seguir publicada pelo o Brian no Twitter.

“Desculpa pessoal. Obrigado pela paixão e apoio de vocês nestes últimos dias, foi muito comovente ver o amor de vocês pelo o show. Avante”

 

E após algumas horas veio uma pequena nota oficial da série no Twitter:

“Obrigada por serem parte da nossa jornada. Sensates para sempre.”

Em nota oficial a Vice-Presidente da Netflix, falou sobre o cancelamento da série em esclarecimento oficial sobre Sense8, leia a seguir.
“Após 23 episódios, 16 cidades e 13 países, a história de Sense8 está chegando ao fim”, disse Cindy Holland, a vice Presidente da Netflix, “É tudo o que nós e os fãs sonhamos que seria: corajoso, emocional, deslumbrante, chute e muito inesquecível.”

A Holland continua se a expressar sobre a série.

“Nunca houve um show mais verdadeiramente global com um elenco e equipe igualmente diverso e internacional, que é apenas refletido pela comunidade conectada de fãs profundamente apaixonados em todo o mundo. Agradecemos a Lana, Lilly, Joe e Grant por sua visão, e todo o elenco e a equipe pelo o compromisso”.

Por fim após a notícia sobre o cancelamento da série ter sido espalhado ao redor do mundo e através dos protestos nas redes sociais pelos os fãs inconformados, leia a seguir as mensagens feitas pelo o elenco da série publicadas hoje sobre o cancelamento da série.

Brian J. Smith (Will Gorski)

Instagram

“Notícias tristes pessoal: Sense8 foi oficialmente cancelada. Foi realmente a maior e melhor experiência da minha carreira, e eu vou sentir falta dela mais do que posso dizer. Obrigado pelo passeio incrível. A vida está cheia desses términos inesperados – pequenos lembretes para apreciar o que temos enquanto nós temos. Amor para todos vocês.”

Twitter

“Desculpa pessoal. Obrigado pela paixão e apoio de vocês nestes últimos dias, foi muito comovente ver o amor de vocês pelo o show. Avante”

 

Adam Shapiro (Dr. Metzger)

“Muito amor ao elenco e equipe de produção que trabalharam tanto nas duas temporadas. Tenho muito orgulho de ter sido parte do seriado mais épico já feito.”

Fremma Agyeman (Amanita)

“Estamos de corações partidos. Esse seriado era a definição de global, igualdade, inovação e diversidade. Televisão da forma mais representativa e inclusiva.”

Toby Onwumere (Capheus Onyango)

“Não poderia ter pedido para uma melhor introdução ao mundo da indústria. Eu amo todos os sensates em todos os lugares.”

Tina Desai (Kala Dandekar)


“Eu lamento por #Sense8 ter sido cancelada. Foi uma experiência incrível. Obrigada a todos que assistiram e apoiaram o show. Nós sentiremos saudades.

Tuppence Middleton (Riley Blue)


“Obrigada meus queridos Sensates por uma experiência maravilhosa e memórias que nunca esquecerei. Que orgulho ter sido parte deste show ?”

Miguel Ángel Silvestre (Lito Rodriguez)

“Uma das mais belas experiências que tive. Graças as irmãs Wachowskis, Netflix, Cindy Holland, James McTeigue, Peter Friendlander, Tom Tykwer, Tara Duncan, Carmen Cuba e toda a equipe por fazer isso acontecer.”

Doona Bae (Sun Bak)

“Obrigada a minha família Sense8 pelas memórias inesquecíveis e incríveis… E muito obrigado pela Lana pelo o seu amor e paixão e por um trabalho tão difícil nesta obra-prima.”

 

 

Ajude todos os fãs com o baixo assinado para pedir a 3ª temporada da série.

Junte-se a nós e sobreviveremos.